terça-feira, 19 de agosto de 2008

OLIMPÍADAS

OLIMPÍADAS

Por um período longo de quatro anos, atletas de todos os cantos do planeta Terra, exercitam seus músculos, disciplinam seus sentimentos e, a seu modo e condições, buscam a perfeição na sua modalidade esportiva.

As nações falam através dos seus atletas. Outras por seus políticos. Aqueles através do seu esforço individual, silencioso e aplicado. Estes, por sua arrogância e despotismo, tranformaram a olimpíada em disputa de poder e supremacia.
Longe das pressões e das quisilas dos governantes o atleta busca atingir as metas que estabeleceu para si mesmo.

No momento de mostrar ao mundo a que veio, cada um deles faz o que de melhor tem a oferecer. É neste momento que temos a graça de ver, retratadas por câmeras de alta tecnologia, as reações daqueles que tem como nós corpo, alma e sentimentos.
Fisionomias em estado de esforço máximo, de concentração extrema, de sorrisos de missão cumprida, do choro pela derrota, de gritos de vencedores, de lágrimas ora pela decepção, ora pela vitória alcançada, pelo momento do pódium, pela indignação do fracasso.

A olimpíada tem o poder de desnudar o ser humano nos seus sentimentos e nas suas reações no enfrentamento com as adversidades ou com as suas conquistas.


Um comentário:

Sil disse...

Professor Roque, parabéns pelas postagens...criatividade e simpatia.
Espero que oportunizes a teus alunos a fantástica experiência de criar, ter e manter um blog.
Sucesso!!!